Ataque Cardíaco, Como Fazer Primeiros Socorros

Ataque Cardíaco, Como Fazer Primeiros Socorros. Ataque Cardíaco, Como Socorrer a Vítima. Olá Gente! No Brasil há várias incidências de ataque cardíaco e muitas vezes as pessoas não sabem como reanimar a vítima os primeiros são essenciais para manter a vítima com vida até a chegada do atendimento médico a minha dica de hoje é como fazer os primeiros socorros em uma vítima de ataque cardíaco.

Ataque Cardíaco, Como Fazer Primeiros Socorros
Ataque Cardíaco, Como Fazer Primeiros Socorros

Ataque Cardíaco, Como Fazer Primeiros Socorros

Ataque agudo do miocárdio conhecido com ataque cardíaco é causado pela diminuição do fluxo de coronárias de magnitude e duração suficiente para não ser compensado pelas reservas orgânicas. Alguns Sintomas do Ataque Cardíaco são aperto, opressão, peso ou queimação, náuseas, vômitos, palidez, sudorese com duração superior a 20 minutos.

Fatores de Riscos

Colesterol Alto
Diabetes
Apneia do Sono
Excesso de Peso
Hipertensão Arterial
Sedentarismo

Primeiros Socorros em Vítima de Ataque Cardíaco

Você deve se posicionar ao lado da vítima, na altura do tórax; A vítima deverá se achar em decúbito dorsal de barriga para cima, sobre superfície dura e plana.

Em seguida localiza o apêndice xifóide e conte dois dedos acima, posicione a mão dominante com a palma para baixo e intercale os dedos com a segunda mão, o lugar preciso para aplicação da pressão também pode ser encontrado a partir do esterno localizando o final do osso entre as costelas esterno e dois, três dedos acima dele coloque a palma de sua mão esquerda e sobre o dorso da mesma a mão direita. Os dedos deverão se achar entrelaçados.

Estique os braços e realize a força com o peso do corpo a compressão deve ter o vigor necessário para gerar um afundamento de 4 a 5 cm.

Realize 30 compressões seguidas a uma freqüência de, no mínimo, 100 compressões por minuto, antes de reavaliar o pulso, se houver parada respiratória, intercalar 2 ventilações a cada 15 compressões e realizar 5 ciclos, 15 massagens e 2 respirações X5.

Ao final reavaliar o pulso carotídeo e se não houver sucesso, repetir o procedimento.

Espero Ter Ajudado!

Até!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *